Tuesday, December 06, 2005

Diário de Motocicleta

Diário de Motocicleta

O filme Diário de Motocicleta retrata a viagem feita na década de 90 por Ernesto Che Guevara e seu amigo Alberto Granado pela América Latina. O objetivo, a princípio, era percorrer cerca de 8000 km e explorar o continente que até então só conheciam através dos livros, questão que os deixavam intrigados pois tinham um amplo conhecimento da Grécia Antiga e da Europa, mas em compensação não tinham o mesmo pelo seu próprio continente, sendo esses um dos motivos que os fizeram partir para a explorar o território latino americano.

Os viajantes partiram da Argentina passando por diversos lugares e chegando ao destino final que seria a Venezuela. No decorrer da viagem são surpreendidos pela extraordinária geografia física e humana do continente, o qual havia muita pobreza, fazendo com que os dois mudassem de mentalidade ao longo da viagem, principalmente Che. Aos poucos eles começam a se sensibilizarem com a extensa pobreza e desigualdade existente no continente. Um dos principais fatores dessa mudança foi sentido quando chegaram na colônia da San Pablo no Peru (Amazônia peruana) onde havia um leprosário. Este leprosário era composto de uma verdadeira segregação entre os doentes, os quais se localizavam na zona sul da colônia, e os médicos e companhia que se encontravam ao norte da colônia, esta que era dividida pelo rio Amazonas, sendo que essa questão da segregação foi uma da que mais tocou Che.

Lá mesmo, na colônia, Che começa a aprofundar seus princípios revolucionários, sobretudo quando faz um discurso a respeito do desejo de uma América unida, sem divisões de nacionalidades, mas sim uma América constituída de uma única raça mestiça, que podemos ver uma certa influencia de Simon Bolívar que teve esse mesmo desejo no século XVIII a respeito do Pan-americanismo (bolivarismo). Notando assim o tanto que essa viagem influenciou os pensamentos e princípios de CHE.

Sendo uma viagem a princípio com o objetivo de aventura, e no fim acaba definindo o destino de um dos maiores lideres revolucionários do séc XX. Oito anos após a viagem Ernesto já se torna o tão reconhecido Che Guevara um dos lideres mais proeminentes e inspiradores da Revolução Cubana na qual lutou por seus princípios, muito deles adquiridos na viagem pela América Latina. Sendo assim uma viagem de autoconhecimento e transformação para Che.

13 Comments:

Blogger isadora pellon said...

Cecília:
Seu post está ótimo. Já assisti a esse filme na época de seu lançamento e esse post me fez lembrar de diversas cenas importantes. Mas o que se passou na minha cabeça no momento que eu vi esse filme foi a banalização da imagem de Che Guevara hoje em dia (não estou falando do filme, é claro!). O que quero dizer é que é insuportável assistir como as pessoas se aproveitam financeiramente da imagem de um "heroi". São vendidas camisetas, boinas e até cintos(por incrivel que pareça vi um ontem mesmo) do Che Guevara. Será que essas pessoas compartilham dos ideais difundidos por ele? Ou será apenas mais um modismo? Será que eles se importam com a trajetória de Che Guevara e a sua luta por uma América mais democrática?
Deixo essas perguntas para vcs refletirem...

8:44 PM  
Blogger Fernanda Alves said...

Concordo com você Isadora. O outro post sobre o filme está repleto de discussões a esse respeito.

9:15 PM  
Blogger Victor said...

Isadora, concordo plenamete com voce. Entretanto, minha maior preocupação não é com as pessoas que tiram vantagens financeiras da imagem do Che, mas sim daquelas que proclamam discursos em seu nome, sem mesmo conhecer sua trajetória e seus ideais. Além disso, devemos lembrar que ainda vivemos num mundo de aparências e nem todo indivíduo que veste uma camisa com o rosto do Che estampado compartilha de seus ideais, como nem todas as pessoas da Vila dos Diretórios da PUC são comunistas ou mesmo "alternativas", mas se apresentam como tais.
A propósito, ótimo post Cecília, retrata muito bem o filme.

9:23 PM  
Blogger professor said...

Cecilia,

Não entendi porque outro post sobre o "Diários". Por que não escolher outra obra. Há tantos livros, filmes, histórias em quadrinhos, balés, peças de teatro no século XX. A idéia era que não precisassemos repetir.

Excelente comentário Isadora, gostaria que você tivesse contribuido mais com seus comentários ao longo do curso e não apenas no apagar das luzes, embora tenha a sensação de que você não lerá isso..

11:12 PM  
Blogger Daniel said...

Só uma coisa: desde quando Che lutou por uma América mais democrática?

A não ser que você deturpe (ou alargue) o conceito de democracia, considerando que sua luta era pela "democratização do ensino de qualidade, do acesso a hospitais, do direito a uma vida digna e blá, blá, blá (sem um tom pejorativo)", acredito que seja complicado considerar Che um mártir da luta mundial pela liberdade e pela tão querida (por mim, mas não por ele) democracia!

inté!

11:48 PM  
Blogger thays keany said...

Esse post esta explicando resumidamente como a natureza, aqui levando em consideração a palavra como ambiente transformador do homem. Como o meio foi forte e expressivo na vida de Che que o fez mudar.Criou uma ideologia e lutou por ela em pró de uma vida mais democrática e participativa. Belo filme e belo post!
Thays Keany Bento Moura

11:12 AM  
Blogger caio said...

Pra mim vc enrolou mto pra escreve

9:48 PM  
Blogger teddy said...

Cara, dahora teu post sobre o filme que conta um "tantinho assim" da vida do Che, mas não posso deixar de corrigir o que tu falou no inicio.. sobre ser uma aventura na década de 90..
a bem da verdade, o Che infelizmente morreu em 1967, assim seria mesmo impossível ele embarcar numa aventura na decada de 90 neh..

mas num todo..
gostei d ver esse post teu..

5:21 PM  
Blogger Thiago Costa said...

O post está definitivamente completo.Sem esconder ou ocultar qualquer acontecimento importante que foi realizado no filme.

10:36 PM  
Blogger rodrigo said...

O comentário e ótimo só que a pessoa acima não viu o filme e quer cantar de galo (amigo meu)

10:59 PM  
Blogger ♫ ∂αια !σσ% ♫ ∂ιѕηєу ¢нαηηєℓ ♫ said...

eu gostei muito do filme , por que e muito RONALDOO

6:05 PM  
Blogger ♫ ∂αια !σσ% ♫ ∂ιѕηєу ¢нαηηєℓ ♫ said...

Quando assisti o filme , me emocionol muiito , enesto che guevara me trouxe muita licão de vida , ate dormi no filme

6:08 PM  
Blogger Paulo Bazani said...

O filme é simplesmente extraordinário. O que mais me emocionou foram as cenas em que mostravam o sofrimento e a simplicidade dos povos sulamericanos, principalmente os excluídos.
Parabéns para a produção do filme

4:09 PM  

Post a Comment

<< Home